Por: Litoral Sul | 27/03/2019

Uma mancha escura no Rio Mãe Luzia decorrente do vazamento de resíduos de carvão de alguma mineradora da região foi filmada pelo empresário e morador de Treviso, Mário Anelli. O crime ambiental aconteceu na última segunda-feira, 25, sendo que a Polícia Ambiental e a Fundação do Meio Ambiente de Treviso (Funtrev), foram acionadas.

“Infelizmente está se tornando comum acontecer isto. Quinta-feira foi o Dia Mundial da Água e alguma mineradora está comemorando hoje (segunda-feira), soltando água de carvão no rio. Como vai ter peixe nesse rio? Não tem jeito. Alguém precisa fazer alguma coisa”, solicita o morador.

O engenheiro ambiental e presidente da Fundação Municipal de Meio Ambiente de Treviso (Funtrev), Vinicius Pasquali, já descobriu a empresa mineradora responsável e segundo ele, até amanhã, 28, será encaminhada uma autuação para a empresa.

“As câmeras de monitoramento do dia 25, mostram que o crime ambiental ocorreu por volta das dez horas, e que o material não foi lançado pela tubulação existente no tratamento das mineradoras, mas sim por outra tubulação. A situação está sendo acompanhada pelo Ministério Público para apurações futuras. Vamos entrar com o embarco do cano existente para que o rejeito não seja mais lançado”, informou ele.