Por: Litoral Sul | 23/04/2019

Interditada desde maio de 2015, a Plataforma Entremares, também conhecida como Plataforma Sul, de Balneário Rincão, corre o risco de desmoronar devido a problemas em sua estrutura. Apesar do risco iminente, o espaço ainda é usado por pessoas que ignoram a interdição e as placas que indicam a proibição de pesca naquele local e utilizam escadas precárias para subir na construção.

Na tarde de ontem, o prefeito de Balneário Rincão, Jairo Celoy Custódio esteve no local. “Estamos buscando soluções junto com o Ministério Público sobre a segurança da plataforma. Os peritos estão realizando um estudo para realizar um laudo técnico e a partir disso, saber quais atitudes devemos tomar. Pedimos a todas as pessoas que não subam na plataforma, o local foi interditado pela Defesa Civil. Placas que alertam que não está aberta ao público estão fixadas”, disse o prefeito de Balneário Rincão, Jairo Celoy Custódio.

Após o laudo será realizado o ensaio do concreto e o levantamento topográfico. O terceiro passo será o projeto de reforço estrutural. “A partir desse laudo técnico é que saberemos quais atitudes devemos tomar. Iremos acompanhar de perto todo o estudo e apresentar ao Ministério Público”, destaca o engenheiro da prefeitura de Balneário Rincão, Nestor Back.