Por: Litoral Sul | 09/08/2018

O prefeito Clésio Salvaro se reuniu nesta quinta-feira, com o presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ/SC), Rodrigo Collaço, em Florianópolis. No encontro, Salvaro pleiteou o repasse de R$ 1 milhão para as obras compensatórias na região onde está instalado o Centro de Atendimento Sócio-Educativo (Case) Sul. Moradores das comunidades Morro Albino e Espigão da Pedra e vereadores do município também participaram da reunião.

A verba liberada será utilizada na pavimentação da rua Pedro Liberato Pavei, que passa em frente ao Case Sul, compreendendo desde a BR-101 até a divisa dos municípios de Criciúma e Araranguá. A primeira etapa da pavimentação possui 3,2 quilômetros, num custo total de R$ 3,7 milhões, sendo R$ 1 milhão já assegurado pelo TJ/SC.

Segundo o prefeito, a obra é importante e a comunidade deseja o funcionamento dela, mas as medidas compensatórias são necessárias. “A presença do Case naquela comunidade acaba desvalorizando as propriedades. O Tribunal de Justiça já disponibilizou R$ 1 milhão e tenho certeza de que o Estado também fará sua parte”, observou.

Ainda na capital do estado, Salvaro se encontrou com o presidente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), Adriano Zanotto, para solicitar a liberação de recursos para a repavimentação de cinco vias do município que foram afetadas pela expansão da rede de esgoto: Argemiro Frutuoso, Lucas Peruchi, Marcelo Lodetti, João Pessoa e travessa Gabriel Benedet. Salvaro também solicitou a rede de esgotamento sanitário para o bairro São Luiz.

Em reunião no Departamento Nacional de Proteção Mineral (DNPM), o Governo Municipal obteve a licença para fazer extração do seixo rolado nas margens do Rio Mãe Luzia. “Isto é resultado de mais de um ano de projetos e tratativas. Com esta liberação vai se tornar muito mais barato pavimentar vias públicas no município de Criciúma”, comemorou Salvaro.

No último compromisso do dia, o prefeito se reuniu com o governador Eduardo Pinho Moreira, para tratar sobre questões do Hospital Materno Infantil Santa Catarina (HMISC).