Por: Litoral Sul | 01/02/2018

A exposição Almas do Brasil da fotógrafa catarinense Maristela Giassi já pode ser vista no Shopping Della. A mostra  lançada na terça-feira, 30 de janeiro ficará aberta ao público, todos os dias, até 14 de fevereiro, sendo um convite ao visitante para uma sensível imersão na cultura indígena brasileira.

As imagens foram produzidas em cinco aldeias: três na Grande Florianópolis – M’Biguaçu, Aldeia do Amaral e Morro dos Cavalos, povoadas pelos Guaranis – e duas no Acre – Rio Jordão e Novo Segredo, da Etnia Kaxinawá (Huni Kuin). O material deu origem a um livro de fotografias e à exposição que reúne 16 telas nas quais foram utilizadas a técnica “You Paint”, desenvolvida pela artista, onde as fotos são impressas em canvas e recebem acabamento em pintura.

“As imagens coloridas são a materialização dos meus sonhos de criança e os índios fazem parte desse mundo lúdico que se mantém vivo em meus trabalhos”, explica Maristela Giassi.

Graças a esses sonhos, personagens como o Pajé Wherá Tupã, de 108 anos; Aline, jovem de 18 anos responsável pelo ritual temazcal em sua aldeia e a líder indígena Kerexu Ixapyry, a grande guerreira e defensora do território Guarani, levam os visitantes da mostra a refletirem sobre natureza, espiritualidade e os valores destes povos. “Almas do Brasil é meu grande presente. É uma benção essa oportunidade de poder conhecer e levar às pessoas um pouquinho dos valores e da riqueza da cultura Guarani”, conclui Maristela.

A exposição, que já emocionou o público europeu na passagem pelo Carrousel Du Louvre em Paris, na França; na Galleria La Pigna, no Vaticano; na bienal de Odivelas, em Portugal; além da Inn Gallery, em São Paulo; do Espaço Cultural Rita Maria, em Florianópolis; e do Femusc, em Jaraguá do Sul.

Sobre a artista

  Maristela Giassi é mãe, filha e mulher. Nasceu em Içara, sul de Santa Catarina, e passou sua infância escutando histórias de seus antepassados italianos que a transportavam nas longas asas da imaginação; dos oceanos revoltos à exaustiva travessia dos pesadelos de tempestades, na esperança de chegar à América tão sonhada. Formada em Serviço Social, pós-graduada em Gestão de Pessoas e Gestão de Supermercados, também é compositora, pintora, fotógrafa, poetisa e empresária. Premiada por academias de artes no Brasil e exterior, participou de duas antologias poéticas. É embaixadora da Divine Academie Française des Arts Lettres et Culture, membro do Núcleo Acadêmico de Letras e Artes de Lisboa e do Grupo de Poetas Livres de Florianópolis. Além de sua contribuição artística, dedica-se às ações sociais em presídios, hospitais psiquiátricos e grupo de desaparecidos, entre outros.