Por: Litoral Sul | 10/09/2019

O Projeto Fabricando Campeões, com aulas de Jiu Jitsu na comunidade da Barra Velha, localidade do Balneário Rincão, vem dando bons frutos. O projeto acontece na Escola Amélia Souza e Silva, com o apoio dos pais, sendo que a instituição escolar foi a primeira a adotar o projeto esportivo dentro da grade curricular. De acordo com a professora de Educação Física, Tamires de Medeiros , o projeto está sendo extremamente eficaz para os alunos, abrindo a possibilidade de os alunos participarem das aulas de jiu jitsu na escola. “Tenho notado mais disciplina, compromisso com os estudos e companheirismo entre alunos, pais e professores, e essas são as diretrizes de uma boa educação”, avalia ela.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

O projeto do jiu jitsu na escola é visto com muita seriedade por todas professores e coordenadores, pois as crianças são avaliadas como conteúdo das aulas de Educação Física , valendo pontos para as notas em seus boletins. Segundo a diretora Rosângela Franciscone, esta é uma forma de incentivar as crianças no cenário esportivo e social. “Ficamos imensamente felizes em receber este projeto, ele nos trouxe conhecimento nessa arte, além de nos dar mais liberdade de conversar com os alunos quanto às derrotas e vitórias em nossas vidas”, ressalta a professora.​

A mãe do aluno Victor Marcílio, Érica, diz que o projeto está sendo benéfico para o filho, pois ele vem interagindo mais com outras crianças e está com mais responsabilidades nas tarefas da escola e, principalmente, com suas notas. “Ele sabe que se não apresentar notas boas, perderá a chance de participar do projeto”, garante. Já o vereador Mauri Viana , morador de Barra Velha e principal incentivador do projeto, avalia que esse é o caminho para as crianças e adolescentes do Rincão. “Aqui na nossa comunidade foi o teste e não imaginávamos tamanha aceitação, tanto das crianças e adolescentes quanto dos professores. Agora, a partir deste primeiro, e contando com o apoio da Administração Municipal, através da Secretaria de Educação, vamos tentar implantá-lo em outras escolas do município”, finaliza o vereador.