Por: Litoral Sul | 08/06/2019

Içara já foi considerada a capital nacional do mel, atualmente com 14 mil colméias a produção chega a 290 toneladas por ano, mas a última safra houve uma queda de 90%. Esses números foram apresentados aos apicultores de Içara, no Seminário promovido durante a primeira edição da festa Agromel, realizada pelo Governo de Içara durante este final de semana.

“Vivemos um momento de baixa na produção de mel e nosso objetivo é apresentar as perspectivas de preço em relação ao mercado internacional. Também trataremos a respeito dos agrotóxicos e sua influencia nas abelhas, pois há um impacto significativo no ecossistema. Temos que começar a discutir e clarear o que causa realmente o problema e como o apicultor pode trabalhar em cima disso”, explicou um dos palestrantes e engenheiro agrônomo da Epagri de Içara, Luiz Fernando Búrigo Coan.

O apicultor Moacir Sidney da Conceição, morador da região do bairro Liri, entende que foi um momento de troca de experiências para fortalecer a produção e conservar as abelhas. “Importante estarmos sempre atualizados com informações que possam nos ajudar a manter a qualidade dos nossos sistema de produção e qualidade do produto”, ressaltou.

O empresário Agenor Castagna ressalta que apicultura passou por uma fase muito boa entre 2016 e inicio de 2018, com preços inéditos, mas o momento requer atenção. “Após esse período houve queda no preço e nas exportações, então estamos passando um processo difícil na apicultura, no entanto mantemos a expectativa positiva que haja uma melhora nos próximos anos”, declarou.

“Nosso município vem se desempenhando muito forte na questão da apicultura, apesar de haver uma queda, nós temos investimentos e esse encontro é importante para que nossos produtores possam elevar seus conhecimentos e incrementar a qualidade”, destacou o secretário de Agricultura, Valdelir Darolt.

O vice-prefeito de Içara, Sandro Giassi Serafin, enaltece o fato ser atualmente a capital catarinense do mel, com a questão de que a cidade é quarta que mais exporta no país. “O mel pode até não gerar um desenvolvimento econômico de destaque no momento, mas acaba elevando e divulgando o nome da cidade para todo estado e todo país e a caracterização como a capital estadual do mel deve cada vez mais ser aprofundada e evidenciada”, pontuou

Atualmente, Içara conta com uma Associação de Apicultores com 75 integrantes. O Seminário dos Apicultores contou com aproximadamente 40 participantes.