Por: Litoral Sul | 09/10/2018

A Polícia de Criciúma desmente uma informação que circula pelo WhatsApp desde a última semana, que diz que as pessoas estariam envolvidas em um ritual satânico. Imagens do ritual também estão sendo enviadas via rede social.

No áudio, um homem diz que a Polícia estaria investigando um grupo de bruxos em uma casa no bairro São José, distrito de Rio Maina e que estariam sacrificando crianças, roubadas de creches e escolas.

A Polícia desmentiu a história e investiga agora a origem do áudio e das fotos.