Por: Litoral Sul | 22/04/2019

Em reunião da executiva estadual do MDB, no diretório do partido, em Florianópolis, nesta segunda-feira, 22, os líderes da sigla definiram a data de 1º de junho para a realização da convenção estadual que vai eleger a nova executiva para os próximos dois anos. Os emedebistas também validaram um movimento, que será liderado por Santa Catarina, para construção de uma chapa, conjunta com outros estados, para participar da convenção nacional do partido, marcada para o dia 4 de setembro deste ano. De acordo com o presidente Mauro Mariani, o MDB Santa Catarina detém 10% dos delegados do partido.

O senador Dário Berger e o deputado federal, Celso Maldaner, foram incumbidos de encabeçar o movimento, buscando o apoio de outros estados para compor uma chapa forte, com possibilidade de fazer frente à atual cúpula nacional. A expectativa é de que o Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco e o Mato Grosso do Sul se incorporem ao movimento catarinense. Segundo Berger, as conversas já foram iniciadas, sendo que o a senadora Simone Nassar Tebet, poderá presidir a chapa. “Estamos trabalhando para somar esforços e construir um projeto sólido e representativo que realmente represente o MDB”, disse Berger.

Os ex-governadores Eduardo Moreira e Paulo Afonso destacaram que a ação é fundamental, não só para marcar posição, mas para destituir àqueles que mancharam a história do MDB em nível nacional.

Mulheres – A presidente do MDB Mulher, Dirce Heiderscheidt e a deputada estadual, Ada De Luca, apresentaram o Encontro Somos Transformação, que será realizo no próximo dia 6 de maio, em Águas Mornas, reunindo prefeitas, vice-prefeitas, vereadoras presidentes do MDB. A proposta é construir diretrizes para um novo tempo do MDB em Santa Catarina, a partir de palestras e trabalhos que serão realizados pelas mulheres da sigla.