Por: Litoral Sul | 23/08/2019

Um homem foi condenado, em Sessão do Tribunal do júri realizada na comarca de Braço do Norte, por homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio. O crime aconteceu em outubro de 2017, na cidade-sede da comarca, quando o acusado foi até a residência da ex-companheira com o argumento de querer conversar, porém, com a negativa da mulher, ele a derrubou no chão e desferiu diversas facadas na vítima.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

Os ferimentos causaram a morte da jovem de 28 anos. Os três filhos da vítima, todos menores de 12 anos, teriam presenciado o crime, sendo dois deles também filhos do réu. O homem fugiu do local de carro, foi preso horas depois e confessou o crime.

O Conselho de Sentença reconheceu, por maioria de votos, que o crime foi cometido por motivo fútil, a inconformidade com o término do relacionamento, recurso que dificultou a defesa da vítima, que foi derrubada ao chão quando iniciaram os golpes, e o feminicídio. Ele foi condenado a 25 anos de reclusão. O processo tramitou em segredo de justiça. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina.