Por: Carlos Filipe | 06/02/2019

Sejam os moradores ou os veranistas, quem precisa sacar dinheiro em Balneário Rincão enfrenta problemas. Isto porque os dois únicos caixas eletrônicos disponíveis no município não atendem a demanda e ficam sem cédulas, principalmente aos finais de semana.

A situação já ocorre há cerca de dois anos, mas piorou nos últimos dias. “A população nos procura e pede nossa intervenção. Já fomos em busca de informações e solicitamos a instalação de uma agência bancária na cidade”, salienta o vereador Ramires Lino, destacando que os representantes da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil alegam que não haveria demanda que justificasse um ponto de atendimento em Balneário Rincão. “Um dos requisitos seria que as contas da Prefeitura fossem transferidas a uma dessas instituições, mas isso só pode ocorrer por licitação”, explica.

Segundo o parlamentar, que também é comerciante e vice-presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), a falta de cédulas faz com que o dinheiro circule em outros municípios. “As pessoas têm contas nos bancos, mas não conseguem sacar. Com isso, vão até Içara e acabam gastando nos estabelecimentos daquela cidade”, comenta.

Os dois caixas eletrônicos estão instalados no Lino Supermercado. A cidade conta ainda com uma agência do Sicredi, única instituição financeira presente em Balneário Rincão.