Por: Litoral Sul | 21/12/2017

A Unesc é a única Instituição de Ensino Superior de Santa Catarina a receber o aval da American Heart Association para a implantação de um centro de treinamento ligado ao curso de Medicina. A previsão é a de que ainda no primeiro semestre de 2018, inicie a preparação da estrutura para o centro de treinamento que vai oferecer cursos de capacitação, na área de urgência voltados para acadêmicos e profissionais da área da saúde e para a comunidade.

De acordo com o professor do curso de medicina da Unesc e responsável pela intermediação junto a American Heart Association, professor Rafael Ostermann, o processo teve a duração de seis meses, período em que quesitos como a estrutura disponibilizada pelo curso foram avaliados. A partir do retorno positivo, o curso de Medicina da Unesc vem realizando o planejamento para a instalação dos cursos. “O foco é oferecer capacitações em urgências e emergências para estudantes e profissionais de Medicina e Enfermagem. Mas haverá um curso básico aberto para a população em geral, procurando ensinar adultos e crianças sobre situações de emergência que podem ocorrer na rua ou mesmo em casa. Essa proposta vem ao encontro do caráter comunitário da Unesc”, afirma.

O coordenador do curso de Medicina da Universidade, Glauco Fagundes, comenta que as capacitações serão de curta duração e ministradas por professores da Universidade, que passarão por treinamento. “Este aval é uma conquista para o curso de Medicina da Unesc e os estudantes e profissionais da área poderão contar com capacitações recomendados por órgãos internacionais e que seguirão padrões aplicados em países como Estados Unidos e Canadá. É, sem dúvida, uma conquista para a saúde da região”.

Já a diretora da UNA SAU (Unidade Acadêmica de Ciências da Saúde da Unesc), Mira Dagostim, salienta que a sinalização da American Heart Association vem ao encontro da excelência da Instituição no tripé ensino, pesquisa e extensão e do curso de Medicina pelo desempenho demonstrado em manter atualizado seu colegiado, acadêmicos e os profissionais da região.