Por: Litoral Sul | 01/01/2019

Um culto ecumênico de ação de graças deu início nesta terça-feira, 1° de janeiro, às solenidades de posse do governador Moisés e da vice-governadora Daniela Reinehr. O ato realizado na Catedral Metropolitana de Florianópolis foi presidido pelo arcebispo Dom Wilson Tadeu Jonck e concelebrado pelos pastores da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Leandro Daniel Ristow, que atua na Paróquia de Maravilha, e Mariza Pereira e Silva Ferreira, da Igreja A Verdade Que Liberta, de Tubarão. Entre as autoridades presentes estavam secretários do novo governo, familiares e amigos

O governador e a vice chegaram à Catedral, às 14h30, acompanhados das suas famílias. A celebração foi aberta com a entrada dos celebrantes e cântico de abertura, saudação do arcebispo, salmo de louvor, seguido da oração inicial, primeira leitura e reflexão, salmo responsorial, segunda leitura e reflexão, aclamação e proclamação do evangelho, homilia, oração e bênção aos governantes.

Na homilia, a pastora Mariza falou sobre uma instrução de Deus de como deveria ser o primeiro rei da história, como agiria para que tivesse sucesso e houvesse paz e tranquilidade na nação. Explicou que, por meio do profeta Moisés, Deus deixou claro que o agir do rei deveria ser conforme sua vontade e apontou que teria que ser uma pessoa eleita e escolhida por Deus e que fosse dentre os seus irmãos, ou seja, uma pessoa que tivesse aliança com o Senhor para que o amor de Deus e a paz reinasse sobre o povo. Um governo que expressasse a vontade de Deus e que a sua confiança estivesse inteiramente no Senhor.

“Com as orientações do profeta Moisés, que providencialmente o governador recebeu o mesmo nome, está sinalizando um novo tempo, uma liderança que traga libertação dos velhos moldes da política brasileira”, disse a pastora.

Na sua mensagem, o pastor Leandro destacou a expectativa que há no povo brasileiro, da ansiedade por mudanças e das responsabilidades que agora recaem sobre os eleitos.

“Foram alimentados sonhos da população e agora os governantes precisam ter sabedoria, discernimento e clareza. Para que isso seja feito, também não somente com o que o povo quer e deseja, mas sim com o que eles precisam. Governador Moisés e Daniela, que vocês estejam subsidiados pela palavra de Deus para discernir o momento e o que realmente é necessário.”

O arcebispo chamou a atenção que um governo não governa sozinho. Para isso é necessário homens de confiança e não ligados à corrupção. E completou com o evangelho de São João, quando ele fala que foi escolhido para dar frutos. “E os frutos que nós esperamos é da educação, de paz, de atenção ao ser humano. Para governar é preciso saber a realidade e responder aos desafios”.

Para finalizar, o governador e vice receberam as orações e bênçãos. Em seguida, o Hino de Santa Catarina foi interpretado pelo coral Encantos de Florianópolis, regido pelo Maestro Robson.