Por: Litoral Sul | 27/06/2018

O criciumense, Adairlan Pablo De March, 42 anos, morreu atropelado, por volta das 18 horas de ontem, ao tentar socorrer as vítimas de um acidente, na BR- 101 em Osório, região de Maquiné. Morador do bairro Mina do Toco, foi gerente da BV Financeira e fazia parte do grupo Trilheiros do Rio Maina. O velório está ocorrendo na capela do cemitério municipal de Criciúma, com sepultamento amanhã às 9 h0ras.

Segundo informações o acidente envolveu três carretas e cinco carros. A situação começou quando um caminhão apresentou problemas mecânicos e invadiu o canteiro central do km 72 da rodovia, jogando sujeira e pedras na pista contrária. Os detritos atingiram um veículo Fiat Strada, fazendo com que o motorista perdesse o controle.

Dois frentistas e um condutor de um Ford Ka preto foram prestar socorro. Junto com eles estavam parados um veículo Renault e um táxi Voyage, além de um furgão. Neste momento, conforme a PRF, uma carreta atingiu o furgão, empurrando-o contra a traseira de uma terceira carreta. Essa carreta atingiu o táxi e, ao tentar desviar para esquerda, causou outras colisões e também atropelou os pedestres que ajudavam as vítimas.

Além de Adairlan, outras duas pessoas morreram: Adilar Pedro Toniolo, de 33 anos, que faleceu no Hospital São Vicente de Paulo, em Osório e Pedro Zanovello, de cinco anos, que foi encaminhado ao Hospital de Capão da Canoa, mas não resistiu.

Entre os feridos estão o ex-prefeito de Terra de Areia, Generi Maximo Lipert, que estava em um carro que foi igualmente atingido pelo caminhão. Lipert foi encaminhado ao Hospital Cristo Redentor, na Capital. Os pais da criança, Tiago e Daiane Zanovello, estão no Hospital de Capão da Canoa. Os frentistas sofreram ferimentos leves.

O condutor do caminhão que causou todas as colisões e atropelamentos, após o primeiro acidente, fez o testo do bafômetro, que não constatou presença de álcool no organismo. Ele foi encaminhado para prestar depoimento.

Fonte: Rádio Guaíba