Por: Carlos Filipe | 15/04/2019

Com perfil e características para um prédio sustentável, o novo projeto de Criciúma que será o maior empreendimento de saúde do Sul do Brasil, trará para sociedade, além de todo diferencial; uma praça elevada dentro do próprio prédio. O local vai contar com muita vegetação, árvores e água.

Segundo os responsáveis pelo projeto arquitetônico do prédio, o Santa Vita Saúde Center, trará um conceito para Criciúma das novas políticas urbanas; o uso misto de inúmeros serviços incorporados em um único lugar, e a praça suspensa, também farão este papel; de trazer em meio a todas atividades realizadas em um centro urbano, um espaço de descanso e relaxamento para a população.

Por estar localizado em frente a maior Instituição de atendimento em saúde de Criciúma e região, o HSJosé; o Santa Vita vem para dar suporte a esta entidade com mais de 80 anos, bem como para todos os serviços que migraram para esta região, a fim de atender a população que por aqui circula.

O novo prédio vai um pouco além, o novo projeto busca sanar todas as necessidades das pessoas que estão nesta região, para realizar atendimentos médicos, exames, procedimentos e que queiram também, ter momentos de lazer em meio a rotina de atendimentos de saúde.

Andar de destaque

O prédio, que tem previsão para iniciar suas obras na primeira quinzena de junho, terá um andar inteiro, projetado para abrigar uma praça elevada, que em meio a um centro urbano; porém no sentido vertical; as pessoas terão à disposição um local arborizado e com muita vegetação, além de servir também para momentos de lazer e descanso.
“A praça elevada será um local onde além de gerar um bem-estar ecológico, sera um lugar onde as pessoas poderão desfrutar de momentos de lazer e descontração em meio a cidade. Hoje nas cidades, faltam espaços verdes e seguros; queremos com o Santa Vita, na Praça elevada em especial, oferecer isso para população e auxiliar na manutenção do clima”, destaca Bruna Sauki Búrigo Moraes, responsável por parte do projeto arquitetônico.

Uma grande preocupação dos idealizadores do projeto, foi criar uma local com uma função de praça para as pessoas que irão circular por aquele local. “O que projetamos foi uma praça de verdade, com bancos, muitas árvores, bastante vegetação, flores e água, que servirá também como local de convivência e descanso para as pessoas que estiverem no prédio, bem como para as pessoas que estiverem no hospital e precisarem de um momento de tranquilidade. Distante um pouco dos barulhos dos carros, próximo a sala de convenções, praça de alimentação. Com a passarela os pacientes também terão esta possibilidade de sair um pouco do ambiente hospitalar, criando um espaço com vista, bem arejado e que sirva como espaço de convivência”, explica um dos responsáveis pelo projeto arquitetônico André Sartor.

Ainda segundo o arquiteto, a praça elevada será construída no décimo andar do prédio e terá uma área com mais de cinco mil metros quadrados.

O novo empreendimento será uma nova fase para cidade de Criciúma e região, o prédio segue todas as normas RDC 50 da Anvisa, que é um regulamento técnico direcionado para aprovação de obras de estabelecimentos, que prestam assistência a saúde.