Por: Litoral Sul | 19/05/2018

Trabalhar com os comportamentos infantis como birra, desinteresse pelos estudos, inquietação, dificuldades com a alimentação, falta de limites, dificuldades em aceitar um novo relacionamento dos pais, problemas em cumprir regras da casa, entre outras situações. Esse é o papel do coaching infantil, um método que auxilia tanto filhos como pais a se entenderem melhor e viverem de forma mais harmoniosa e feliz.

“A proposta é de gerar um relacionamento mais significativo e de qualidade entre eles. Além disso, as crianças ganham mais autoconfiança, automotivação e melhor entendimento sobre si mesmos”, garante a psicóloga e especialista em coaching infantil, Vanderléia Tumelero.

O método atende crianças entre dois a 13 anos construindo qualidade de vida por meio de uma abordagem apropriada e lúdica desenvolvida para cada situação e claro, com resultados positivos. “Não são brincadeiras, mas técnicas e ferramentas para estimular a tomarem essas novas atitudes, onde para cada comportamento é traçado um objetivo diferente”, destaca a psicóloga.

O interessante é que por meio de boas perguntas, a sessão é conduzida e a criança aos poucos percebe o que é melhor e o que precisa fazer. “Geralmente são dez sessões de aproximadamente uma hora, onde se trabalha não somente ela, mas sim toda a família. Além disso, após cada encontro são destinadas novas ações destinadas a alcançar o destinado traçado e realizadas durante a semana”, explica à psicóloga. E completa. “Os resultados positivos são identificados pelos pais, pela própria criança e pelos professores”, finaliza.