Por: Litoral Sul | 04/12/2017

O Parque Ecológico Maracajá é um dos “cases” de sucesso do turismo regional sul e será destaque no 3º Meeting do Turismo – Sul Catarinense, programado para esta terça-feira, 5 a partir das 9h30, no Hotel Internacional Gravatal, promovido pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL).

“Vamos relatar como o Parque surgiu, na década de 1990, como se constituiu, qual sua realidade e projetos que temos para iniciarmos um novo ciclo na história deste que é nosso principal equipamento turístico”, informa Gisele Dal Pont, diretora do Departamento de Meio Ambiente da Secretaria de Turismo e Meio Ambiente de Maracajá.

Em uma área com mais de 100 hectares, o Parque Ecológico Maracajá conta, desde 2002, com o Centro de Eventos dos Jerivás, com capacidade para 800 pessoas, usado para eventos em geral. O parque é dotado de mais de um quilômetro de trilhas suspensas, em madeira,  que  proporcionam um quadro único da flora da mata atlântica, bem como exemplares da fauna da região, em especial macacos-prego, que circulam livres pelo local.

Segundo Gisele, a apresentação que fará em Gravatal a área de churrasqueiras coletivas, espaço para piquenique, parque infantil e um restaurante estão entre as atrações do parque, que  cada final de semana, em média, recebe perto de dois mil visitantes.

O Parque Ecológico Maracajá sedia o 2º Pelotão da Polícia Militar de Proteção Ambiental, aproveitando a estratégica localização para atender toda região sul e, em 2018, deve ganhar novos equipamentos, como rota de arvorismo, tirolesa, pista de caminhada de cinco quilômetros no entorno do equipamento, entre outras atrações, segundo revela o secretário de Turismo e Meio Ambiente, Antenor Rocha, que também participa do evento em Gravatal nesta terça-feira.