Por: Litoral Sul | 11/08/2019

Não foi fácil. Mas a seleção brasileira masculina de vôlei venceu a Bulgária por 3 sets a 2 (parciais de 23/25, 19/25, 32/30, 25/16 e 15/11) e írá defender o ouro na Olimpíada de Tóquio-2020. O Brasil é o atual campeão do torneio, em título conquistado no ginásio do Maracanãzinho durante os Jogos do Rio 2016. A decisão foi na tarde deste domingo, 11.

Entre em nosso grupo e receba as notícias no seu celular. Clique aqui

No primeiro set, o Brasil começou melhor, mas logo a Bulgária abriu uma vantagem confortável de 16 a 10, graças a seguidos erros dos brasileiros. Com essa vantagem, foi a vez de os búlgaros perderem a concentração. A equipe chegou a 24 a 18 após Wallace ter saque bloqueado. No entanto, após consulta ao árbitro de vídeo, o ponto foi revertido para a seleção brasileira por causa de toque na rede. Foi a vez de o Brasil se recuperar e chegar a 23 a 22. No entanto, após ataque de Gotsev, o time da casa fechou o primeiro set.

O Brasil manteve a falta de concentração no segundo set, com constantes erros no saque e na recepção. Os búlgaros perderam o ponteiro Skirimov, que torceu o tornozelo logo no início do set. Mas a equipe da casa mal sentiu a falta do jogador. Com um ponto de bloqueio, os búlgaros abriram uma vantagem confortável de 21 a 15. A partir daí, foi só administrar o placar para fechar o segundo set em 25 a 19.

Virada brasileira

No set seguinte, a seleção brasileira começou pressionada pelo placar desfavorável. O set foi bastante equilibrado, sem nenhuma equipe conseguindo abrir boa diferença. De um lado, o Brasil continuava errando muito na recepção. Do outro, os búlgaros desperdiçavam ataques seguidos. E, com um ataque errado do ponteiro Penchev, a seleção brasileira conseguiu fechar em 32 a 30.

A derrota no terceiro set fez mal à Bulgária, que mostrou nervosismo no set seguinte. O passe da equipe do técnico Silvano Prandi passou a não funcionar. Prejudicado, o ataque búlgaro também errava muitas bolas, algo que não havia acontecido na partida até então. Por outro lado, o ponteiro Leal se destacava virando várias bolas. E, em um erro na recepção búlgara, após saque de Wallace, o Brasil fechou o set, forçando o tie-break.

No set decisivo, o Brasil começou comandou o placar, chegando a abrir 10 a 7 graças a ataque de Lucarelli. A Bulgária chegou a ameaçar, fazendo 9 a 10 em bloqueio de Yosifov. Mas o Brasil voltou a abrir diferença de três pontos em saque do central Flávio (12 a 9). E, após saque de Leal, a Bulgária errou o contra-ataque, dando o ponto decisivo para a vitória brasileira.