Por: SC Portais | 14/08/2018

Soou o alerta vermelho para as exportações de soja do Brasil para a China. De Pequim, o jornalista Thiago Copetti, do Jornal do Comércio (RS), informa sobre um estudo divulgado pelo governo da China trazendo um alerta aos produtores de soja do Brasil, que, de janeiro a julho deste ano, comercializaram o equivalente a US$ 17,5 bilhões somente para o mercado chinês.

Nova ração

No momento, a China está produzindo e já começou a utilizar uma nova tecnologia de ração de baixa proteína na criação de porcos e frangos. Zhang Haitao, encarregado da tecnologia na Guangdong Evergreen Feed Industry, afirma, segundo a agência de notícias Xinhua, que a China tem suficiente capacidade produtiva de aminoácido, e que o uso da fórmula de ração de baixa proteína pode reduzir a demanda do país pela farinha de soja entre 5% e 7%. Além da redução na demanda pela oleaginosa na pecuária chinesa, o gigante asiático também trabalha para aumentar sua própria produção de soja.

Fiergs atenta

A soja é o principal produto exportado pelo vizinho estado gaúcho à China. . “Em 2017, exportamos US$ 5,35 bilhões para o país, enquanto importamos US$ 1,07 bilhão, o que gerou uma corrente de comércio de US$ 6,4 bilhões. O nosso principal produto enviado à China é a soja, que corresponde a mais de 80% do embarcado em 2017”, destaca o presidente da Federação das Indústrias do Estado do rio Grande do Sul (Fiergs), Gilberto Petry, em entrevista ao jornalista Thiago Copetti.

Agenda de inovação

“Concentraremos esforços no incentivo à internacionalização de nossas indústrias e na ampliação da agenda de inovação, com acesso às novas tecnologias e inserção de nossas empresas na Indústria 4.0. Indústrias mais inovadoras e internacionalizadas são mais competitivas frente às novas exigências da economia global”. Mário Cesar Aguiar, ao tomar posse na presidência da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), na sexta-feira, 10, em Florianópolis.

Sul encolhe

Fazendo coro com observadores de plantão, a região sulcatarinense está encolhendo em representatividade política e empresarial. Vale o esforço de alguns abnegados empresários da região, que continuam fazendo parte da diretoria da Fiesc. Na política, não se revelou a candidatura de nenhuma expressão regional.

Semana de Feira

A 8ª edição da Feira de Agronegócio e Agricultura Familiar (AgroPonte) começa nesta quarta-feira (15) e segue até domingo (19). O evento acontece no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti e o ingresso para a entrada custa R$ 5,00. Em 2017, mais de 100 mil pessoas passaram pela feira nos cinco dias de evento.

Além da 8º Feira do Agronegócio & Agricultura Familiar, esta edição engloba também a 6º Feira Exposição Estadual de Animais e a 3º Feira Bovinos Comerciais Venda Direta. Serão 250 expositores e mais de 400 animais de grande porte. A feira é uma realização do publicitário Willi Backes, diretor da NossaCasa Feiras e Eventos.