Por: SC Portais | 25/05/2018

Prefeitos se unem

Atenção especial à saúde será a principal preocupação dos prefeitos das 12 cidades que integram a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), durante este período de paralisação dos caminhoneiros. O assunto foi discutido em reunião de emergência convocada pelo presidente da Amrec, prefeito Hélio Cesa, de Siderópolis, e realizada às 18 horas desta sexta-feira, 25. “Precisamos estar unidos para enfrentar a tempestade”, definiu o prefeito de Criciúma Clésio Salvaro, acrescentando que, pessoalmente, é a favor do movimento, mas como prefeito precisa tomar “medidas estratégicas” para cuidar da cidade.

Transporte de pacientes

Os cerca de 200 pacientes que necessitam de hemodiálise e contam com os veículos da área da saúde para transportá-los estão com assistência garantida. O mesmo acontece com pacientes que precisam de procedimentos de quimio ou radioterapia. Também os que precisam de tubos de oxigênio em casa terão atendimento priorizado. O Gerente Regional da Saúde, Fernando de Fáveri, participou da reunião informando que a Defesa Civil do Estado criou um selo especial, negociado com as lideranças do movimento grevista, permitindo passagem livre para carros conduzindo pacientes, entre outras prioridades.

Contando os litros

De olho em uma tabela, o prefeito de Criciúma disse que a cidade conta hoje com 4.500 litros, que ele acredita pode levar até a semana que vem. Para tanto, lembrou que já na terça-feira,22, suspendeu todos os trabalhos no pátio de obras, priorizando o combustível para as áreas da saúde e educação, como transporte de escolares, emergências e recolhimento do lixo.

Içara suspende aulas

O prefeito de Içara, Murialdo Gastaldon, adiantou que as aulas na rede municipal de ensino serão suspensas a partir de segunda-feira. As demais cidades da Amrec devem parar a partir de terça ou quarta-feira. Além da falta de combustível para transporte de professores e alunos, também vai faltar gás de cozinha para preparar a alimentação das crianças.

Todos em alerta

Uma nova reunião para avaliação do quadro foi marcada para a próxima terça-feira, às 17 horas. Até lá, todos os prefeitos vão se manter “em estado de alerta” podendo ser convocados para nova reunião extraordinária “a qualquer momento”.