Por: Litoral Sul | 15/09/2018

A 15ª Promotoria de Justiça da Comarca da Capital requereu ao Juízo da Infância e Juventude a internação provisório dos três adolescentes apreendidos pelo roubo praticado em uma joalheria localizada no Floripa Shopping, em Florianópolis. O Poder Judiciário deferiu o pedido do Ministério Público.

O assalto foi praticado no dia 11 de setembro, por volta das 20h30, quando cinco pessoas – os três adolescentes e mais duas pessoas não identificadas – entraram na loja armados com duas espingardas, uma pistola e um revólver, anunciaram o assalto e renderam as pessoas que estavam no local. Depois de recolherem o produto do roubo, joias e relógios, fugiram, deixando um segurança ferido.

Os adolescentes foram localizados dois dias depois do roubo em um apartamento no bairro Itacorubi, também em Florianópolis, onde foram apreendidos. Na ocasião, além do produto do roubo tinham consigo pequenas quantidades de maconha, cocaína e crack para tráfico.

A internação provisória foi requerida e deferida pelo Juízo da Infância e Juventude devido à periculosidade demonstrada pelos adolescentes ao cometerem o ato infracional e por haver indícios suficientes de autoria e materialidade. A Justiça fixou na decisão o prazo de 45 dias de internação – o máximo que os adolescentes podem ficar internados provisoriamente antes de sentença.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC.

[VÍDEO] Criminosos armados assaltam joalheria de shopping de Florianópolis